NOTÍCIAS

Voltar para Notícias
  • TUDO O QUE UMA MULHER TEM VONTADE DE SABER SOBRE SEU CARRO, MAS TEM VERGONHA DE PERGUNTAR

    NOVIDADES
    Respostas para as grandes dúvidas femininas em relação aos seus automóveis e à forma de dirigi-los.

    As mulheres são responsáveis por influenciar ou decidir mais de 75% das compras de automóveis no Brasil, fato comprovado em pesquisas. Mas muitas têm perguntas a respeito de seus automóveis e receiam fazê-las, temem o preconceito, como se essas dúvidas fossem o indicador de que dirigem mal.

    Para ajudar a esclarecer algumas das maiores questões das mulheres em relação aos seus carros e à forma mais adequada de dirigir, convidamos o químico responsável pela formulação dos produtos R2, Rubens Doneda de Souza, para nos ajudar, confira:

    1. Por que devo trocar o óleo periodicamente?

    O óleo mantém o motor limpo e “macio”, como uma pele hidratada. Não trocar o óleo – e é recomendável trocar também o filtro, que retém as impurezas para que não se depositem no motor – vai aumentar o desgaste e diminuir a vida útil do motor. Em casos extremos, pode até causar danos severos, como fundir o motor.

    2. Posso ficar com o pé apoiado no pedal de embreagem?

    “Esquecer” o pé na embreagem é um péssimo hábito, pois aciona todo o sistema desnecessariamente, provocando desgaste de peças, como disco, platô e colar de embreagem antes do tempo.

    3. Fazer o carro pegar “no tranco” é nocivo para o meu carro?

    Claro que as vezes é necessário e, se não houver alternativa, o carro pode ser empurrado para pegar “no tranco”. Mas normalmente isso indica problemas com a bateria ou sistema elétrico. Caso se torne frequente, é importante verificar as causas, pois cada vez que o tranco acontece o motor é exigido de uma maneira brusca e pode ser danificado.

    4. Qual é o melhor jeito de segurar o carro numa rampa, usando o freio de mão ou na embreagem?

    Pode ser que o freio de mão esconda as habilidades da motorista em manter o carro sem descer de ré numa rampa, mas sem dúvida é melhor que sobrecarregar o disco de embreagem e arriscar um empenamento da peça. Fique com a primeira opção e não tenha vergonha de poupar seu possante.

    5. Descer “na banguela” economiza combustível?

    Deixar o carro descer uma serra “debreado” não só é muito mais perigoso como não economiza combustível que valha sua perda de controle sobre o carro. Melhor engatar uma marcha e chegar inteira no destino.

    6. Quando for desligar o carro, devo dar aquela última pisada no acelerador?

    Só se quiser chamar a atenção de alguém, isso não tem qualquer função ou justificativa.

    7. Porque alguns homens passam nas lombadas com uma roda de cada vez?

    Provavelmente porque rebaixaram tanto o carro que não podem andar no paralelepípedo sem raspar o cart. Se esse não é o seu caso, enfrente lombadas e valetas de frente, coragem.

    8. Minha habilidade de fazer várias coisas quando estou no volante prejudica a manutenção do meu carro?

    A importância de estar sempre com as duas mãos no volante é relacionada à sua segurança, apesar da notória capacidade que as mulheres têm de se maquiar e comer enquanto dirigem, ou mesmo que só queiram “descansar” a mão no câmbio. Além de ser mais prudente, é também uma questão de economia, já que o flagrante de uma mão dando bobeira é passível de multa e pontuação na carteira de motorista.

    9. Encostar o pneu no meio fio durante uma baliza pode danificá-lo?

    Dar uma raspadinha no meio-fio não vai causar bolhas e fragilizar os pneus, como dizem por aí. Mas pode desalinhar as rodas e isso sim causa o desgaste prematuro dos pneus.



Comentários